Notícias


Publicado em:
28
3/2019

Entenda o papel dos pagamentos no e-commerce internacional

Quando se trata de e-commerce capaz de ultrapassar barreiras, as formas de pagamento internacionais são fundamentais.



Metatags: E-commerce, Internacional, Pagamentos
Pixabay

Segundo pesquisas recentes, 47% dos compradores on-line abandonaram uma compra no check-out, com mais de 60% dizendo que o fizeram porque seu método de pagamento preferido não estava disponível ou essa etapa do processo de compra era complicada demais.


Trata-se de um grande número de pedidos não convertidos e uma grande quantidade de receita em potencial inexplorada. A maioria das empresas baseadas na Internet aceita cartões de crédito e débito on-line, porém quais outros tipos de pagamento os clientes internacionais preferem?


Cerca de 50% de todas as compras on-line são concluídas com métodos alternativos de pagamento, incluindo transferências bancárias em tempo real, vouchers pré-pagos, e-wallets, cartões locais, aplicativos de pagamento, pagamentos em dinheiro para compras on-line, criptografia, moedas e pagamentos por meio de máquinas ATM em alguns países.


Além disso, novas pesquisas indicam fortemente que o uso de métodos de pagamento alternativos continuará a crescer no ambiente on-line, possivelmente, superando até os cartões de crédito e de débito.


Mas como os consumidores querem pagar?                                    


As preferências de pagamento dos clientes variam drasticamente, dependendo de muitos fatores, sendo um deles a sua nacionalidade e as tendências de pagamento locais.


Os clientes em muitas partes da Europa Ocidental e da China são parciais aos sistemas de pagamento digital (por exemplo, PayPal ou AliPay). Um relatório recente da Nielsen estima que 86% dos entrevistados chineses usaram e-wallets no ano passado, principalmente por meio do gigante de pagamento on-line Alipay e WeChat Pay.


Enquanto os pagamentos por transferência bancária prevalecem na Alemanha (com 68% dos entrevistados), os Países Baixos (56%) e a Itália (55%) preferem pagamentos digitais em detrimento de métodos tradicionais baseados em cartões.


Nos mercados em desenvolvimento – onde a posse de cartões de crédito é baixa – a tendência muda novamente. No mesmo relatório da Nielsen, o dinheiro na entrega é popular entre os compradores – 57% dos entrevistados na Polônia e 59% na Arábia Saudita preferiram essa opção de pagamento para comprar on-line no ano passado.


Para os mercados desenvolvidos ou em desenvolvimento, a falha em deixar de oferecer métodos de pagamento preferidos localmente significa arriscar alienar grandes partes do seu público e perder uma receita valiosa.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Como proporcionar uma verdadeira experiência de compra ao consumidor

Patricia Cotti, diretora Executiva do IBEVAR, pondera que deve existir um equilíbrio entre tecnologia e toque humano para uma conexão mais agradável e completa.
Leia Mais

E-commerce deve explorar melhor as vendas via celular para manter ritmo

Previsão é que o volume de vendas do comércio eletrônico salte 15% em 2019, mas fatores como frete e logística precária são desafios para o mercado virtual chegar às regiões mais longínquas.
Leia Mais

Projeto de lei estipula peso máximo de mochilas no RJ

Governador tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar iniciativa.
Leia Mais